O que você precisa saber antes de ajuizar uma ação?



1. Esteja preparada emocionalmente: Todo processo é difícil: mobiliza recursos financeiros e emocionais. Os processos de família são ainda piores já que se referem a alguém que já foi ou é importante para você. É muito importante que você esteja fortalecida psicologicamente e, se possível, acompanhada de uma terapeuta. Além do mais o início do processo tende a gerar ainda mais tensionamentos na relação.


2. Esteja preparada financeiramente: já ouviram a expressão que se separar é mais caro do que casar? Pode ser verdade. Se possível, faça uma reserva para pagar as custas do advogado e do próprio processo. Além disso, saiba que é possível que quando você dê entrada com o processo, ele cesse as contribuições financeiras que eventualmente estivesse fazendo até o juiz determine a obrigatoriedade de fazê-las.


3. Colete provas: quem tem provas mais robustas das suas alegações tem mais probabilidade de ter êxito no seu pedido! E o melhor momento de fazer isso é quando essas provas ainda estão ao seu alcance: reúna provas do patrimônio, do custo de vida, das necessidades dos filhos.

4. Pense em qual a situação ideal nisso tudo: e começar a pressionar para que ela ocorra- seja o auxílio financeiro ou a forma de convivência, por exemplo, ainda que você não seja atendida. Isso demonstra que você nunca se conformou com a configuração posta e que tentou resolver o conflito com diálogo previamente.


5. Saiba que o judiciário é lento e, muitas vezes, machista. Que sua advogada, por melhor que seja, depende do andamento do sistema de justiça e que cobranças recorrentes só tornam tudo mais difícil para todos. Infelizmente a velocidade da justiça não é compatível com a necessidade das partes na maioria das vezes.


Tem mais alguma dica que considera valiosa? Compartilha aqui comigo!

8 visualizações0 comentário